sábado, 13 de março de 2010

Todos os dias muita pessoas passam pelas nossas vidas, sem nos dar conta, elas simplesmente passam, a não ser que algo aconteça ou qualquer outra coisa do tipo elas se tornam invisíveis.

Andamos na rua e nem sequer olhamos para o próximo.

Por que isso?Será que estamos tão atarefados pelo trabalho e problemas do cotidiano que não prestamos atenção na maior de todas as obras de Deus, o ser humano essa máquina incrível que nem sempre é tratada como deve.

Nos grandes centros, há uma grande concentração de pessoas apressadas e estressadas, temos que parar pra refletir e pensar que isso tudo é efêmero, a juventude, o dinheiro, a vida.

Será que vale a pena passar a vida correndo atrás de dinheiro, beleza, poder se não temos amor. Prestamos atenção no pôr- do – sol, nas montanhas, na lua, no céu estrelado?

Não no damos conta, de que essa é única vida que temos e se não tratarmos de ser felizes agora, não teremos outra chance. Não que não deva trabalhar, conseguir dinheiro, mas que isso não seja uma prioridade em sua vida, afinal do que adianta ser rico e não ser feliz?

Na maioria das vezes a felicidade está nas pequenas coisas, que quase sempre não custam nada, pena que quase ninguém vê isso.

Tentamos ser mais do que os outros.

Temos uma única oportunidade pra buscar a felicidade e tentar fazer os outros felizes e quem sabe fazer a diferença nesse mundo?

Uma única oportunidade para aproveitarmos tudo o que há de bom nessa vida!

“não faças da tua vida um rascunho, poderás não ter tempo de passá-la a limpo”. (Mario Quintana)

Nenhum comentário:

Postar um comentário