sábado, 28 de agosto de 2010

Qual seu maior sonho?


Quando se é criança, a pergunta acima é muito simples de ser respondida.

Eu quero ser astronauta, veterinário, professor, médico, são algumas das muitas opções que nos vem à cabeça. A pessoa que vos fala, por exemplo, quando criança queria ser pelo menos três coisas, poetisa, atriz e escritora, três profissões, manhã, tarde e noite. Em minha ingênua cabecinha infantil; perfeito.

Mas infeliz ou felizmente as pessoas crescem e na maioria das vezes amadurecem também, e acabam tendo outra percepção de si, e do mundo.

Todos nós temos sonhos, isso é inegável. Alguns sonhos amadurecem junto conosco, outros são deixados de lado, ou esquecidos. Mas quando me perguntam hoje com meros 18 anos de vida, qual meu maior sonho, confesso que fico não confusa, porque a meu ver todo mundo sabe o que quer, mas um tanto quanto pensativa eu diria.

Afinal qual é o meu maior sonho? Ser feliz é que me vem de imediato na cabeça, mas isso é muito vago, afinal quem em sã consciência não quer ser feliz? A questão é especificamente qual é o meu maior sonho? Atualmente minha resposta pra essa instigante pergunta é:

Meu maior sonho é um dia ter a sensação de estar plenamente realizada profissional e pessoalmente. Creio que é uma boa resposta, afinal ter a nítida sensação de que você fez tudo àquilo que podia e queria ter feito na vida, realmente é um privilégio raro. Ou até eu bolar uma resposta melhor. Não sei se é porque eu sou jovem ou qualquer coisa do tipo, mas atualmente não tenho um sonho maior que me venha à cabeça ao ser questionada a esse respeito.

Tenho muitos sonhos, vontades e desejos como qualquer um, e pretendo realizar e concretizar senão todos, boa parte deles, se Deus assim o permitir.

Mas em minha singela e humilde opinião, creio que o importante não é o tamanho, muito menos a quantidade de sonhos de determinado indivíduo, e sim o quanto ele anseia, se, empenha e se esforça para alcançá-lo se já lá o que for.

Não sei se é comprovado cientificamente, ou onde ouvi tal coisa, mas o que nos diferencia de animais como cachorros, é a capacidade de sonhar. (se algum cachorro estiver lendo este texto, nada contra, até gosto de cães)

Mas afinal, não são os sonhos que movem o mundo? Tratemos de movê-lo então.

Um comentário:

  1. Eu também queria ser escritora e poetisa, e dentista também, mas isso foi meu pai que colocou na minha cabeça! Aí um dia eu fui na doutora e disse que queria ser dentista, ela nem deu bola e eu perdi a vontade! Mas, enfim... gostava de fazer poeminhas, inventar história e desenhar. Hoje estou na facul de Design e tenho um blog, no qual passo mais tempo do que estudando :S E se nada der certo viro escritora, as pessoas gostam de ler sobre gente azarada. shaushuiahsuahsuih
    A gente cresce e os sonhos mudam, mas continuamos sonhando e uma hora a gente realiza, tenho certeza! Um beijão.

    ResponderExcluir