segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Eu e o Carnaval




Fevereiro sempre me acompanhou, desde que eu nasci literalmente, faço aniversário no dia 15 de tão lindo mês, e recentemente me vi obrigada a refletir sobre o acontecimento mais importante de fevereiro depois do meu aniversário, o Carnaval.

Sempre me intrigou o fato das pessoas reservarem quatro dias do mês para serem extremamente felizes, saírem por aí fantasiadas, distribuindo sorrisos, alegria, bom humor e algumas vezes samba no pé.

Por incrível que pareça o Carnaval nunca me atraiu, não sei sambar e me assustava com as pessoas fantasiadas na rua quando era pequena, mas hoje me encantam o amor e alegria das Escolas de samba e blocos de rua. Minha relação com o Carnaval sempre foi estritamente profissional. A gente é obrigado a conviver, afinal, foi nele que cheguei a este mundo. Interessante que as pessoas não comemoram o Carnaval em quatro dias, mas sim o mês de fevereiro inteiro é dedicado a esta festa, que no Brasil é chamada de “o maior show da terra”. Lembro que na época de escola era sempre feriado ou não tinha aula.

Não tenho nada contra quem gosta de Carnaval, quer curtir, se divertir? Vai. Mas é importante lembrar que no Carnaval, mesmo parecendo que sim, nem tudo é permitido. Não faça aos outros e principalmente às outras o que não gostaria que fizessem com sua mãe, irmã, prima, namorada, filha, sobrinha e por aí vai. Não é não e ponto.

No mais, um bom e divertido Carnaval a quem é de Carnaval e uma boa maratona de séries e filmes pra quem é de séries e filmes, que é o meu caso.


Nenhum comentário:

Postar um comentário